Eletrofolk lança “Chuva Roxa” em colab de artistas e músicos

A Eletrofolk lança o mais novo single “Chuva Roxa”, que marcará o encerramento de um ciclo da banda e começo de uma nova trajetória com o vocalista Crys Gonçalves, que agora vai apostar no trabalho como artista solo mirando o ano de 2022.

A convite do produtor e músico Eduardo Oliveira (Fire Fire Fire/Bravatta), eles juntaram um time especial para as gravações do single, que aconteceram no Studio Pub do produtor Bruno Nobru (Instinto/Fortunia), contando com Renato Brandão no baixo, Carlos Saes (Fire Fire Fire/Sociedade 3.0) na bateria, além do próprio Eduardo na guitarra e Crys Gonçalves no vocal e guitarras.

A composição feita em parceria com Samil Chalupe (Garcia Real) criou vida durante a maratona de shows feita pela Eletrofolk em 2016 e 2017, mas ganhou um novo arranjo a partir da união entre os músicos escolhidos para as gravações do single. A letra foi escrita logo após a morte de Prince, dono do sucesso “Purple Rain”, que também inspirou a composição.

“A primeira vez que escutei esse som foi num show na Rua Augusta da Eletrofolk e acabei me apaixonando pela música. Ela tem refrão e uma estética que me agrada demais. Quando o Crys me chamou para gravar esse som eu já o tinha na cabeça. Inclusive, tinha dito que se ele não gravasse eu gravaria!”, lembra Eduardo Oliveira.

Como todo o trabalho em volta desse single foi baseado na parceria entre artistas de diversos segmentos e locais, a escolha da responsável pela arte de capa também não poderia ser diferente. A arte de capa de “Chuva Roxa” é assinada pela artista Cinara Tavares, que criou uma linda colagem especialmente para a música.

O ano de 2022 promete mais lançamentos para o vocalista Crys Gonçalves, que aproveitou o tempo em casa durante a quarentena para compor uma série de novas faixas que futuramente estarão em seu EP solo de estreia.

“A Eletrofolk sempre vai ser minha banda do coração, e sei que ainda tenho muito para mostrar. Mas agora acho que é hora de eu me desapegar um pouco e pensar em outros sons. Durante a pandemia comecei a compor de outras formas e estou com muita vontade de apresentar esse material. E gravar “Chuva Roxa” foi a forma perfeita de eu encerrar esse capítulo com a Eletrofolk”, disse o vocalista Crys Gonçalves. Enquanto esse trabalho ainda é amadurecido, o público pode ouvir “Chuva Roxa” e outras músicas como “Chove” e “Dois Caminhos” que também foram lançadas no meio desse ano em todas as plataformas digitais.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

Escreva e pressione ENTER para pesquisar