Matanza Ritual lança videoclipe impactante do single “Morte Súbita”

Videoclipe explosivo é uma produção de alta qualidade, com cenas de violência e letra de temática profunda

O grupo Matanza Ritual disponibilizou nas plataformas digitais nessa sexta-feira (08/12) o novo single “Morte Súbita”, uma música que traz ainda mais peso para a sonoridade enérgica do grupo.

O tema da faixa é inspirado no termo “banalidade do mal”, criado por Hannah Arendt, que versa sobre como a prática do mal se torna recorrente, tendo como base a rotina dos soldados nazistas, em que a prática do mal era um mero instrumento de trabalho.

A narrativa lírica de “Morte Súbita” se encaixa nos dias atuais, uma época de conflitos sangrentos, todavia, o vocalista Jimmy explica que a composição, idealizada há algum tempo, infelizmente, se aplica a um cenário mais amplo:




“O que poderia ser mais antigo do que falar sobre violência humana? A verdade é que essa música não fala sobre nenhum fato recente; ou, fala sobre todos os fatos que norteiam a existência do homem: a violência e como ela é normalizada e considerada ferramenta comum de negociação. E como podem todos dormir depois do que acontece? A teoria da ‘banalidade do mal’, de Hannah Arendt versa sobre isso, e a música tenta abordar isso e outras coisas, mas essa é uma conclusão que somente o ouvinte pode tirar”.

Assista o videoclipe “Morte Súbita”:

Para incrementar o single, o Matanza Ritual disponibilizou um explosivo vídeoclipe: “A gravação desse clipe foi uma experiência a parte. O diretor, Raphael Moraes, conseguiu trazer uma estrutura de grande porte para o nosso projeto. Efeitos especiais, explosões, muita maquiagem, sangue falso e atores excelentes transformando um dos piores pesadelos das pessoas em realidade: o dia em que o violentador se torna violentado”. As imagens foram registradas na Tees Brazil, local especializado em treinamento com explosivos.

Ouça o single: https://distro.ffm.to/morte-subita



Neder de Paula

Neder de Paula

CEO e fundador do portal OverRocks e web rádio. Designer, webdesigner, videomaker, apaixonado pela família, quadrinhos, cinema, tv, UCM, DCU, metalhead desde os 12 anos e curador musical na Divulguei e Groover.