ZENITH: O hard rock nacional que desafiou a ditadura em suas letras, celebra 35 anos de legado em 2024

A banda ZENITH, oriundo de Mogi Guaçu, interior de São Paulo, permanece como uma peça única no quebra-cabeça do rock nacional. Com sua fusão ousada de Hard Rock / A.O.R. e letras em português, a banda lançou seu primeiro álbum homônimo em 1989 pela gravadora Eldorado. À medida que nos aproximamos de 2024, esse icônico disco celebrará 35 anos desde seu lançamento, um marco que ressalta a duradoura influência e relevância do ZENITH na cena musical brasileira.

A canção emblemática “Doce Mãe”, cujo refrão provocador questiona: “Doce mãe, prostituta, liberdade onde andará”, tornou-se um hino de resistência. Seu eterno vocalista Rogério Nogueira compartilhou insights sobre a inspiração por trás da letra, revelando a audaciosa metáfora que criticava a ditadura militar no Brasil.

“A mãe é de todos nós”, declara Nogueira, acrescentando que “Doce Mãe” representava metaforicamente o Brasil na época, como uma pátria que se vendia ao mundo. Essa crítica ousada e perspicaz foi uma das muitas composições marcantes que surgiram da parceria entre Nogueira e o guitarrista Dé Vasconcellos, iniciada durante os conturbados anos 1970 da Ditadura Militar.

Além de “Doce Mãe”, a dupla também deu vida a outras composições memoráveis, como “Spotlights”, “Asas” e “Dia-a-Dia”, consolidando a diversidade de influências do ZENITH e sua capacidade de abordar temas controversos.




O vídeo de uma reportagem da EPTV, gravado em 1988 na arena do Centro de Convivência Cultural antes do lançamento do álbum, adiciona uma nova dimensão à história da banda. Com entrevistas e cenas raras ao vivo, proporciona aos fãs uma visão única dos bastidores da criação do álbum que marcou uma era:

 

Contrariando a ideia de que o ZENITH é apenas uma memória para os saudosistas, Rogério Zenith continua a se apresentar esporadicamente em festivais e eventos, mantendo viva a chama do rock independente que a banda ajudou a acender.

À medida que nos aproximamos do trigésimo quinto aniversário do lançamento do álbum homônimo em 2024, o ZENITH permanece como um símbolo da coragem e da autenticidade na música brasileira. Sua influência transcende as décadas, inspirando tanto os fãs de longa data quanto as novas gerações que buscam a verdadeira essência do rock nacional.

 

Zenith e Lyra Mojimiriana com “Doce Mãe” (Festimm 2016):

 

Zenith Palhaço – Festival de Rock (Indaiatuba 2016)

 

Zenith “Manchete”

 

Zenith nas redes:

https://facebook.com/profile.php?id=100063539238433&fref=ts
https://youtube.com/@devasconcellos4225



Neder de Paula

Neder de Paula

CEO e fundador do portal OverRocks e web rádio. Designer, webdesigner, videomaker, apaixonado pela família, quadrinhos, cinema, tv, UCM, DCU, metalhead desde os 12 anos e curador musical na Divulguei e Groover.