Festival Alternativa Preta com Black Pantera, Eskröta, Matakabra, Hell Valley e Manja, dia 03 de Maio em Recife

No próximo dia 03 de Maio, a Alternativa Preta Produções apresenta em Recife-PE, o Festival Alternativa Preta, contando em seu lineup com as bandas Black Pantera, Eskröta, Matakabra, Hell Valley e Manja.

A produtora destaca:

“Este evento é mais do que apenas música. É uma expressão da cultura, da diversidade e da força da comunidade negra. O Alternativa Preta traz consigo uma mensagem de inclusão, representatividade e empoderamento, reunindo talentos que ecoam as vozes das periferias, das ruas e das lutas cotidianas”.

Ingressos disponíveis pelo Sympla em: https://www.sympla.com.br/evento/alternativa-preta-black-pantera-eskroeta-recife-pe-estelita/2307177




O evento também estará promovendo uma ação solidária arrecadando alimentos, roupas, brinquedos, livros e kit higiene para a instituição Cores do Amanhã, levando esperança e apoio para aqueles que mais precisam.

Confira abaixo o serviço completo:
Bandas: Black Pantera, Eskröta, Matakabra, Hell Valley e Manja
Data: 03 de Maio de 2024, Sexta-Feira, a partir das 21 horas
Local: Estelita – Avenida Saturnino de Brito, 385 Cabanga, Recife-PE

Saiba mais sobre o evento através do @alternativapreta.prod no Instagram. Conheça as bandas abaixo:

Black Pantera: De Minas Gerais para o mundo, o trio traz o groove e o ativismo em suas músicas de protesto, ecoando o legado de resistência e poder.

Eskröta: O poder feminino do crossover está representado com a Eskröta, trazendo letras fortes e um som envolvente que desafia estereótipos e celebra a diversidade.

Matakabra: Direto de Recife, denunciando as injustiças sociais com sua mistura visceral de Deathcore e Djent, ecoando a resistência das ruas.

MANJA: Originária da zona norte de Olinda, a banda traz a urgência do Metal Moderno, fundindo ritmos do rap em uma explosão sonora única.

Hell Valley: Da cena underground pernambucana, Hell Valley promete um som brutal e uma noite memorável, unindo influências do Thrash Metal e do experimentalismo sonoro.

Créditos Fotografia Black Pantera: Marcos Hermes