Innocence Lost lança seu álbum de estreia, “Oblivion”, baseado na “Divina Comédia”

A Innocence Lost, banda carioca Prog/Power Metal que vem se destacando como uma das maiores promessas do cenário nacional, lançou seu aguardado álbum de estreia, “Oblivion”, um disco conceitual e ambicioso que nos apresenta a uma jornada de busca por esperança e auto conhecimento influenciada pelas obras clássicas, “A Divina Comédia”, de Dante Alighieri, e o “Paraíso Perdido”, de John Milton.

O álbum “Oblivion” desenrola sua narrativa central em torno do Pecador, um personagem que atua como o fio condutor da perspectiva da banda em uma jornada pelos círculos do inferno. Acompanhado pelo Guia, um poeta que o orienta em sua jornada, o Pecador recebe a missão de absorver as lições dos condenados e enfrentar seus próprios demônios interiores. Essa exploração, às vezes literal, às vezes metafórica, é empregada pela Innocence Lost para desvelar um paralelo entre essa incursão pelas sombras mais profundas do mundo e as questões existenciais que permeiam nosso próprio cotidiano. Em “Fallen”, por exemplo, testemunhamos um diálogo entre o Pecador e o demônio, desvendando as complexidades da natureza humana e o verdadeiro significado do inferno.

“Oblivion” ainda conta com as participações do vocalista Thiago Bianchi em “The River”, do vocalista italiano Mark Basile em “When the Light Fades Away”, além dos arranjos vocais de Gus Monsanto e orquestrações de Pablo Greg.

Em vídeo dos bastidores da gravação do álbum, disponibilizado no canal da Innocence Lost, no YouTube, o renomado produtor do disco, Thiago Bianchi (Noturnall, ex-Shaman), comentou sobre “Oblivion”:




“Eu acho que o grande desafio desse disco foi descobrir quem é realmente a Innocence Lost. Quem é essa banda incrível, com essa grande cantora e líder, com sua voz rouca que me remete ao Elegy (…) Desde que eu conheci a banda eu já havia entendido o que eu gostaria de extrair deles pra chegar no resultado final. A banda é muito pronta, que sabe muito o que quer, só precisei extrair esse verdadeiro diamante que a banda tem dentro deles”.

Ouça o álbum “Oblivion” a seguir:

O álbum “Oblivion” tem gravação, mixagem e masterização por Thiago Bianchi e Gabriel Lima no Estúdio Fusão, em São Paulo. A capa do disco é de Carlos Fides.

A Innocence Lost foi fundada no Rio de Janeiro em 2007 pela vocalista Mari Torres e pelo tecladista Aloysio Ventura buscando realizar um trabalho autoral sério e profissional, mantendo sua formação inicial por 10 anos, tocando em sua trajetória ao lado de grandes nomes do cenário nacional e internacional como Mindflow, Kamelot, Apocalyptica, Lacuna Coil e Angra.

A atual formação da banda conta com Mari Torres nos vocais, Aloysio Ventura nos teclados, Ricardo Haquim no baixo, Gui DeLucchi na guitarra e Thiago Alves na bateria.

Saiba mais sobre a Innocence Lost, sua agenda de shows e acompanhe as novidades sobre o lançamento do novo álbum da banda através do @innocencelostofficial no Instagram ou pelo site www.innocencelost.com.br.