Banda americana de Shoegaze/Post-Rock Glassfield lança novo álbum “Leave a Light On”

Desde a sua criação em 2014 como um mero projeto base de Ryan Harig, Glassfield evoluiu para uma banda poderosa com um som distinto e uma narrativa convincente. Agora, depois de enfrentar as tempestades da vida e uma pandemia global, Glassfield está de volta com seu tão aguardado álbum “Leave a Light On”.

Originalmente concebido como uma saída para a experimentação musical e expressão criativa, Glassfield solidificou-se numa unidade coesa graças aos esforços colaborativos de Harig e Matt, que transformaram as suas origens humildes em algo muito maior. A jornada começou com o EP “Unwrought Atlas” em 2016, seguido por um lançamento dividido de 7 polegadas em 2017, estabelecendo as bases para o que estava por vir.

 “Leave a Light On” investiga as profundezas da emoção humana, explorando temas de perda, raiva, paranóia e, finalmente, esperança. Composto por oito faixas que tecem histórias intrincadas de luta pessoal e resiliência, o álbum promete cativar os ouvintes com sua honestidade crua e profundidade emocional.

 Cada música do álbum oferece uma perspectiva única, desde a intensidade crua de “I Loved You, Ruiner” até as reflexões introspectivas de “Verses” e as imagens assustadoras de “All Children See Monsters”. Das dolorosas consequências da traição ao cenário surreal das redes sociais, Glassfield confronta destemidamente as complexidades do mundo moderno com uma sinceridade inabalável.




Gravado no Electrical Audio em Chicago, Illinois, por Taylor Hales, e mixado pelo talentoso Joshua St. Moblo, “Leave a Light On” é uma prova do compromisso inabalável da banda com seu trabalho. Masterizado pela Parachute Mastering, o álbum apresenta o som característico de Glassfield em sua forma mais pura, com cada instrumento e letra meticulosamente elaborados com perfeição.

Ouça “Leave a Light On”:

O trabalho de guitarra comovente de Ryan Harig serve como a espinha dorsal do som da banda, complementado pelos vocais apaixonados de TJ Miller e pelas evocativas melodias de guitarra de Josh St. A bateria dinâmica de Matt Younker e as linhas de baixo pulsantes de Britt Younker completam o conjunto, criando uma tapeçaria sonora que é ao mesmo tempo hipnotizante e catártica.

“Leave a Light On” é mais do que apenas um álbum; é um farol de esperança em um mundo envolto em trevas. Com letras comoventes e melodias contagiantes, Glassfield convida os ouvintes a abraçar as suas vulnerabilidades e a encontrar consolo no poder da música.